torcao-de-tornozelo-saiba-o-que-fazer-nesse-caso-20190523165254.jpg (1)

Torção de tornozelo: saiba o que fazer nesse caso

Quem nunca torceu o tornozelo, não é mesmo? Não é preciso ser um atleta profissional para ter alguma lesão nessa região. É algo muito comum, seja de forma superficial ou ainda algo mais sério, que precise de imobilização por bastante tempo. O importante nesse momento é identificar a torção e agir de forma correta.

Não fique assustado, porque não se trata de algo grave, basta seguir à risca as orientações e o tratamento. O cuidado é essencial para que não evolua para uma situação mais complexa. É imprescindível também que a medicação tomada seja algo prescrito por um médico.

A seguir, saiba mais sobre essa lesão e como agir nesses casos.

O que há no tornozelo?

O nosso tornozelo é formado por uma articulação que envolve ossos da perna e do pé. Essa região é revestida por uma camada de cartilagem e várias fibras chamadas de ligamentos. Tal sistema permite a movimentação dos pés como fazemos normalmente.

Como identificar uma torção?

A torção acontece quando os pés torcem de forma contrária e rompem alguma fibra dos ligamentos. A tensão gerada nos ligamentos é que causa o rompimento das fibras e há uma forte dor na hora da torção. Quanto mais fibras se rompem, maior a gravidade dessa lesão. Em alguns casos alguns fragmentos de osso saem e a correção é apenas com procedimento cirúrgico.

Tratamento mais indicado

É muito comum o inchaço, sentir dor e não conseguir andar direito. Colocar uma compressa de gelo é a melhor atitude nessas horas, pois vai ajudar no inchaço e nas dores. O tratamento é por conta do profissional, normalmente um ortopedista. Ele fará um exame a fim de descartar problemas nos ossos.

O pé deve ficar suspenso, imobilizado e o paciente precisa tomar a medicação prescrita. Tudo isso dura até 14 dias, porém, os ligamentos demoram semanas para se restabelecerem totalmente. Então, nada de parar o tratamento depois do fim das dores.

O que fazer depois

Como dissemos, o tratamento deve ir até o final, mesmo sem a presença de dores como no início. Isso acontece porque sem os ligamentos devidamente curados o pé pode ficar instável. Assim, pode torcer novamente com facilidade e ficará mais instável do que o normal.

O processo de reabilitação é muito importante também. Procedimentos de analgesia (US, Laser, TENS , OC entre outros) , alongamento e fortalecimento do tornozelo ajudam a recuperar o local lesionado. A propriocepção é alvo também dos aspectos a serem recuperados. Ela é a capacidade de manter o pé correto no espaço, como um reflexo automático.

Tudo isso ocorre por meio de fisioterapia, e negligenciar essa parte pode ser prejudicial no futuro, devido as compensações. Uma  recuperação não adequada pode inclusive necessitar de cirurgias para correção. Por isso, é preciso seguir cada uma das etapas à risca.

Viu como é importante saber como agir em situações de lesão de tornozelo? Agora você já compreende como e porque essas lesões ocorrem e o que fazer nesses casos. Não deixe de procurar profissionais para tratar e recuperar o seu tornozelo.

Interessado em nossos serviços? Acesse nosso  site: www.soniatakara.com.br, e se tiver dúvidas entre em contato conosco por telefone 11 4777-9311.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Fechar Menu