tendinite-da-mamae-x-dicas-para-cuidar-do-seu-bebe-sem-se-descuidar-da-sua-saude-20190723092305

Tendinite da mamãe: 4 dicas para cuidar do seu bebê sem se descuidar da sua saúde

A maternidade é um momento único na vida da mulher. É uma fase em que o cuidado com o bebê é essencial para o seu desenvolvimento pleno e sadio. No entanto, é muito importante manter atenção também à saúde da mãe. Afinal, ela precisa estar saudável para cuidar do pequeno.

A conhecida tendinite da mamãe, por exemplo, é uma das principais lesões que atingem as mulheres. Isso acontece principalmente por conta das alterações hormonais (relaxina) durante a gravidez. Além disso, a tendinite pode estar associada ao peso do bebê. Ao carregar o pequeno no colo, é comum surgirem lesões que afetam os ligamentos do corpo. A tendinite da mamãe pode gerar bastante dor e desconforto.

Veja abaixo 4 dicas para evitar este tipo de problema.

1. Tome cuidado durante o pós-parto

Além de cuidados com a postura durante a gravidez é muito importante que as mamães tenham precaução no pós-parto. Este é um período em que o organismo está se recuperando, já que durante o parto, as articulações do corpo ficam mais relaxadas.

Por isso, é importante não retomar todas as atividades logo de cara. O descanso é fundamental para evitar lesões. Além disso, o alongamento diário é essencial para ajudar o corpo a se preparar para os movimentos.

2. Atente-se para o jeito correto de segurar o bebê

Conforme o bebê cresce, naturalmente seu peso tende a aumentar. E quando a mãe carrega a criança no colo, pode gerar diversos tipos de lesão. Desde os punhos até os ombros, tudo pode doer.

Para evitar isso, é importante alternar o braço ao segurar o filho ou então pode se sentar numa poltrona e colocar sobre o colo um travesseiro macio para poder ajudar no apoio do bebê para maior conforto da mãe e também para não sobrecarregar as articulações do ombro, cotovelo e punho. Além disso, vale lançar mão de carrinhos para evitar danos à coluna. Outra questão importante é manter total atenção com os joelhos. Eles também ficam sobrecarregados com o peso do bebê. Por este motivo, as mamães devem evitar abaixar e levantar com peso nos braços. Além disso, deve evitar projetar os joelhos para trás (hiperextensão).

Caso seja possível, é importante revezar com outro adulto o cuidado da criança.

3. Faça exames ultrassonográficos periódicos

Para quem já sofre com dores seja na coluna, no joelho ou nos braços, é importante um acompanhamento médico. Isso é fundamental para evitar a tendinite da mamãe.

Aos primeiros sinais de desconforto, deve-se fazer exames para identificar o grau da lesão. Quanto antes for detectado, mais chances o tratamento tem de dar certo e ser menos invasivo. Os exames ajudam a indicar também o que fazer para evitar novos traumas na região.

4. A fisioterapia pode ajudar

Caso a lesão já tenha ocorrido, é importante fazer sessões de fisioterapia para amenizar a dor e evitar novos problemas. Isso vale especialmente para as mães que precisam carregar as crianças e não têm como pedir ajuda a outras pessoas.

A fisioterapia deve proporcionar sessões de analgesia (Laser, ultrassom, TENS, corrente combinada, Infra-vermelho entre outros) ,exercícios para ajudar a fortalecer a musculatura. Assim, o corpo fica mais preparado para aguentar o peso da criança.
A acupuntura também pode ser usada para alívio da dor no punho, ombros, joelhos e coluna, e pode ser realizada 1 vez por semana. Esse tipo de tratamento é um bom complemento e pode trazer alívio dos sintomas, mas não exclui a necessidade de tratamento clínico e fisioterapêutico, porque eles se complementam.

Além da fisioterapia e da acupuntura, a prática diária de atividade física ajuda a manter o corpo saudável e preparado para a realização de movimentos evitando assim lesões . Uma dica interessante é a prática de pilates. Essa modalidade ajuda na recuperação física de uma forma global além de melhorar a postura.

Acesse nosso site: www.soniatakara.com.br para saber mais sobre nossos serviços. Qualquer dúvida, entre em contato conosco por telefone 11 4777-9311.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Fechar Menu