emocional-x-dores-cronicas-o-impacto-das-suas-emocoes-no-despertar-da-dor-20181026145912

Emocional x Dores crônicas: O impacto das suas emoções no despertar da dor

Muitas pessoas ignoram o impacto da saúde emocional na qualidade de vida. A verdade é que as nossas emoções estão diretamente relacionadas ao corpo e por isso podem proporcionar a sensação de bem-estar e relaxamento. Por outro lado, dependendo do teor essas emoções, elas também podem despertar dores crônicas. Entenda como funciona essa relação.

As doenças psicossomáticas

O físico e a mente fazem parte de um mesmo corpo e, por isso, estão diretamente relacionados. Sabe quando você pratica algum exercício e ele faz você se sentir bem emocionalmente? O contrário também acontece: as suas emoções refletem no seu corpo. Quando acumulamos sensações negativas, elas precisam ser extravasadas de alguma forma e a manifestação de dores é uma das possibilidades para isso.

As doenças psicossomáticas são aquelas sentidas no corpo, da forma mais física possível, mas provocadas por desequilíbrio emocional.

Enxaqueca crônica

Diferente de uma simples dor de cabeça, a enxaqueca é uma dor intensa, que pode durar horas ou dias e até deixar a pessoa incapacitada momentaneamente de realizar suas atividades normais. Os sintomas da enxaqueca crônica podem ser despertados pelo estresse. Aliás, estudos já mostraram que esse na verdade é o principal gatilho para a doença.

Por isso, problemas a família, dificuldades no trabalho ou outras situações que elevem o nível de estresse podem resultar em crises intensas de enxaqueca.

Artrite

A artrite reumatoide é uma doença considerada crônica que provoca dores intensas nas articulações, entre outros sintomas. Ela também pode estar vinculada a questões emocionais. Pessoas que são muito críticas em relação a tudo e vivem em uma constante busca pela perfeição são mais propensas a desenvolverem esse tipo de inflamação.

Gastrite

Emoções negativas também causam impacto no sistema gastrointestinal. A gastrite é caracterizada pela sensação de dor e queimação na boca do estômago. Ela pode ser causada também pelo estresse, assim como a enxaqueca, ou por qualquer emoção que esteja “mal digerida”. Por exemplo: quando você perde algo ou alguém importante e não se permite vivenciar o luto; quando se ressente com uma pessoa e não esclarece a situação; quando cultiva o hábito de “engolir sapo”.

Quem é muito resistente a falar sobre as suas emoções pode desenvolver a gastrite. Existem outros sentimentos que também podem atingir essa parte do corpo como a incerteza inquietante em relação a uma situação.

Uma pessoa pode passar anos sofrendo de dores despertadas pelas emoções se não conseguir identificar a causa. Após a descoberta de que se trata de uma questão psicossomática, é interessante passar por um acompanhamento com psicólogo ou psiquiatra. O objetivo é aprender a lidar com as emoções e senti-las de uma forma saudável para evitar que resultem em dores. Isso é possível, por meio do desenvolvimento da inteligência emocional.

Você pode desde já começar a exercitar a sua capacidade de sentir as emoções ao invés de ignorá-las. Assim, elas não precisarão encontrar outro meio de chamar a sua atenção!

Nós nos preocupamos com a sua saúde física e também emocional, por isso nossos produtos são desenvolvidos pensando em integrá-las. Vale a pena conhecê-los!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Fechar Menu